Amigdalite

Uma alimentação rica em vitamina C pode ajudar a prevenir esta inflamação das amígdalas

Trata-se de uma inflamação das amígdalas, situadas na garganta, que adoptam uma cor vermelha intensa e aumentam consideravelmente de tamanho.

Geralmente, deve-se a uma infecção bacteriana, causada por um estreptococo, ou a uma infecção vírica e são vários os sintomas que podem alertar para que se encontra com esta inflamação.

Sintomas

Dores de garganta e desconforto que aumenta ao engolir. A dor pode atingir os ouvidos, pois partilham os mesmos nervos com a garganta. A febre também é frequente, bem como a sensação de mal-estar geral, dor de cabeça e vómitos.

Tratamento

A análise de uma amostra onde esteja presente o agente agressor determina quais os antibióticos mais eficazes. No caso da amigdalite estreptocócica, toma-se penicilina oral durante 10 dias. Raras vezes é necessário extrair as amígdalas.

Como prevenir


- Evite as mudanças repentinas de temperatura, especialmente apanhar frio, uma vez que os vírus e as bactérias aproveitam o arrefecimento das mucosas para entrarem no organismo e começarem a actuar.

- Se vive com alguém que está com amigdalite, afaste-se dela quando tossir para não ser contagiada por via aérea, ou seja, por inalação directa.

- Fortaleça o seu sistema imunitário através da vitamina C, que pode encontrar em citrinos, quivi, romã ou em sumos naturais. O mel acalma a dor.


Comentários