Detetados 30 casos de gastroenterite em hotel de Londres

A Agência Pública de Saúde (PHE) britânica anunciou que foram comunicados cerca de 30 casos de gastroenterite num hotel onde estavam hospedadas várias delegações desportivas em competição no Mundial de Atletismo de Londres.
créditos: AFP

O desportista botsuano Isaac Makwala foi dispensado na segunda-feira, entre outros atletas, antes da prova dos 200 metros, assim como na terça-feira da final dos 400 metros, onde era um dos favoritos à vitória.

Oficialmente não competiu "por um problema médico", segundo a Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que declinou mais explicações.

Makwala ostenta a melhor marca da temporada nos 200 metros (19.77) e era considerado uma mais maiores ameaças para o sul-africano Wayde Van Niekerk.

"O norovírus [causa mais comum de gastroenterite e diarreia] foi identificado em dois casos depois da análise", afirmou a médica Deborah Turbitt, diretora do PHE.

Segundo a Agência de Saúde Pública, "o norovírus é muito incómodo, mas é curado em um ou dois dias com a ingestão de líquidos".

Alguns atletas foram encaminhados para outros hotéis por precaução, indicou a Federação Italiana de Atletismo.

 

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários